Função SE com E: Como usar as duas juntas?

Se você quer aprender a usar a função SE com E no Excel, então este artigo é para você!

Falamos em um artigo aqui no site sobre como utilizar a função SE no Excel, e se você ainda não leu este post poderá ler clicando aqui.

Hoje, para ampliarmos ainda mais o conhecimento sobre o uso desta função, você irá conhecer a função SE aninhada com a função E. Se interessou pelo assunto? Então confira os detalhes a seguir:


Já está interessado(a) no que vem por aí? Então compartilhe com sua rede de amigos para que mais pessoas possam a usar a Função SE com E no Excel:

Facebook

Twitter

LinkedIn

Antes de iniciarmos, vale relembrar o uso das Funções SE e E. Veja abaixo um breve resumo de ambas:

Função SE

A função SE, retorna um valor de acordo com uma condição especificada como VERDADEIRO ou FALSO.
Sua sintaxe é:

SE(teste_lógico;valor_se_verdadeiro;valor_se_falso)

Onde:

  • teste_lógico: é onde define a lógica da função.
  • valor_se_verdadeiro: Se a lógica for verdadeira,  o valor verdadeiro é mostrado.
  • valor_se_falso: Se a lógica não for verdadeira, o valor falso será mostrado.

Utilizando um exemplo prático, iremos avaliar se um aluno está aprovado ou reprovado. Deste modo, para que o aluno seja aprovado, sua média deve ser maior ou igual a 5.

Função SE

Note que utilizando a função SE, estamos informando ao Excel que se o valor da média for maior ou igual a 5, deverá mostrar a palavra “Aprovado”. Se esta afirmação não for correta, deverá mostrar a palavra “Reprovado”.
Ao término da função tecle Enter e veja o resultado:

Função SE 01

Função E

A função E, tem o principio semelhante a função SE e serve para determinar se uma ou mais condições são verdadeiras ao mesmo tempo.

Neste caso a função E retornará VERDADEIRO caso todas as condições sejam verdadeiras e FALSO se ao menos uma condição não for verdadeira. No geral, esta função é utilizada para complementar outras funções como, por exemplo, a função SE.

Sintaxe
E(lógico1, [lógico2], …)

Onde:

  • lógico: Representa a condição que você deseja testar e que pode ser avaliada como VERDADEIRA ou FALSA. A primeira condição (lógico1) é necessária, as demais condições são opcionais. Você poderá testar até 255 condições com a função E.

No exemplo abaixo, temos o número 9 na célula A1. Deste modo, queremos saber se o número contido na célula A1 está entre 1 e 10.

img1

Sendo assim, se A1 for maior que 1 e menor que 10, ele será verdadeiro. Ou seja, todos os critérios foram atendidos.

img2

Por outro lado se fizemos =E(A1>1;A1>10), então a função retornará falso, ou seja, um critério não foi atendido.


Função SE com E – Como usar?

Para construir uma fórmula usando as funções SE e E juntas, você precisará combinar as duas funções da seguinte maneira:

SE(E(condição1;condição2;…);valor_se_verdadeiro;valor_se_falso)

Em outras palavras, a fórmula é a seguinte: SE a condição 1 for verdadeira E a condição 2 for verdadeira, faça uma coisa, caso contrário, faça outra.

Agora vamos conferir alguns exemplos para que você possa conhecer o uso dessas duas funções juntas na prática.

Exemplo 1: Critérios para ganhar cupons

A imagem abaixo mostra uma tabela para geração de cupons de descontos em uma determinada loja. Observe que para o cliente ganhar o cupom, este deve realizar pelo menos 3 compras no valor de R$50,00.

Função SE com E: como usar as duas juntas?

Deste modo, é possível aplicar a função SE com E para determinamos cada caso e saber se o cliente terá ou não direito ao cupom. Para isto, vamos aplicar a função no primeiro cliente e replicar para os demais.

Função SE com E: como usar

Observe que estamos comparando o valor de cada compra realizada com o valor mínimo para resgatar o cupom. Deste modo, dizermos que cada compra deve ser maior ou igual a 50.
Ao final da função, se houver uma única compra abaixo dos R$50,00 o cliente não poderá resgatar seu cupom e a função informará o valor falso, que no caso será “Não Ganha”.

Replicando a função para os demais clientes, podemos perceber que somente a cliente Augusta irá ganhar o cupom por ter todas as compras com valores acima de R$50,00. Veja o resultado abaixo:

Função Se e E juntas

Exemplo 2: Verificando status de entrega de pedidos

No segundo exemplo, precisamos saber quais são os status de entrega de alguns pedidos. Para isso, usaremos uma tabela contendo o Nº do pedido, Progresso, Data da entrega e Status. Confira a abaixo o exemplo:

Como usar Função SE com E

Para obtermos o status do pedido, usaremos como condição o seu progresso e a data de entrega. Com isso, a fórmula ficará da seguinte maneira:

=SE(E(B2=”Entregue”;C2<>””);”Pedido finalizado”;”Em Aberto”)

Usando Função SE com E juntas

Na fórmula o Excel irá verificar  se o progresso (coluna B), está como “Entregue” e se a data de entrega, (coluna C),  é diferente de vazio(<>””). Deste modo, se ambas as condições forem verdadeiras, o status do pedido aparecerá como “Pedido Finalizado”, se uma das duas condições forem falsa, o status será “Em aberto”.

Na figura abaixo você pode conferir o resultado:




Exemplo 3: Maior que E menor que

Neste exemplo, queremos testar se determinado valor, atende a condição de ser maior e menor que determinado critério.

Para exemplificar, usaremos uma tabela contendo números de pedidos e o valor de venda. E usando a função SE com E podermos saber quais pedidos irão receber um brinde. Confira o exemplo:

Para receber o brinde, o valor da venda deve obedecer a dois critérios, ser maior que o valor de R$50,00 e menor que R$200,00.  Neste caso, vamos verificar na primeira condição se o valor da coluna B é maior que R$50,00 e menor que R$200,00.

Caso ele atenda a estas duas condições a venda irá receber um brinde, então a resposta será “Sim”, caso contrário “Não”. Confira como ficará:

O resultado será o seguinte:

Exemplo 4: SE com E com cálculo de porcentagem

A função SE com E além de retornar valores predefinidos, também pode ser usada para executar cálculos diferentes, dependendo das condições especificadas.
Por exemplo, imagine que desejamos calcular um bônus de 5% para as vendas fechadas com valor maior que R$200,00. Para isso, use a função a seguinte fórmula:

=SE(E(B2>=200;C2=”Finalizado”);B2*5%;0)

Note que, primeiro vamos testar se os argumentos atendem aos critérios desejados, ou seja, o valor da venda ser maior que R$200,00 e o Status estar como “Finalizado”.

Caso atenda as condições, a função irá fazer o cálculo da porcentagem sobre o valor da venda (B1*5%), caso contrário trará zero, o que significa que a venda não atendeu aos critérios e não terá o bônus. Abaixo você confere o resultado:

Exemplo 5: Múltiplas condições SE e E no Excel

Até agora usamos nos exemplos apenas dois critérios. Mas é possível inserir três ou mais critérios na função SE com E. Vale destacar que existem algumas restrições:

  • No Excel 2007-2019, até 255 argumentos podem ser usados ​​em uma fórmula. Neste caso, a fórmula deverá ter um comprimento máximo de 8.192 caracteres.
  • No Excel 2003 e inferior, não são permitidos mais de 30 argumentos, e o comprimento deverá ter um no máximo 1.024 caracteres.

E para exemplificar, criamos uma tabela com o nome de 5 vendedores, suas vendas mensais e o total de vendas. No exemplo, precisamos saber quais vendedores irão receber o bônus de 10% sobre o total de vendas.
No entanto, para receber este bônus, será preciso obedecer aos seguintes critérios:

  • A venda de cada mês deverá ser maior que R$5000,00
  • O valor das vendas do último mês deverá ser maior que o valor das vendas do primeiro mês.

Confira:

Veja que na fórmula, estamos querendo saber se o valor das vendas de cada mês, janeiro (B2), fevereiro (C2) e março (D2) são maiores que R$5000,00 e também se as vendas de março são maiores que as vendas de janeiro. Se for verdadeiro, então a fórmula irá calcular a porcentagem do bônus sobre o valor total de vendas, senão ele irá me trazer nada. Veja co resultado:

Exemplo 6: Função SE e E aninhadas

Em determinadas situações pode ser necessário usar a função SE e E, aninhada com outras funções, seja com PROCV, com SE, OU, entre outras.
E neste exemplo, vamos usar a função SE e E aninhada com a função SE. Para isso, usaremos uma tabela com as notas e média de determinados alunos. Veja na imagem:

Função SE com E aninhadas

No exemplo, queremos calcular a nota final de cada aluno. Neste caso, se a média do aluno for maior que 5 e menor que 8, ele irá ganhar 1 ponto na nota final.

Primeiro vamos verificar se a média é maior que 5 e menor que 8, atendendo a este critério, 1 ponto será somado em sua nota final. Caso a média seja menor ou igual a 5, então o aluno não alcançou a nota mínima, então aparecerá a mensagem “Nota insuficiente”.
Para as notas maiores que 8 usamos a segunda função, neste caso, a função SE. Nesta função vamos dizer ao Excel que se a média for maior ou igual a 8, ele irá manter a nota da média. Confira o resultado abaixo:




Exemplo 7: Função SE com E com diferenciação de maiúsculas de minúsculas

As funções SE com E não fazem distinção entre caracteres maiúsculos e minúsculos, pois, por natureza,a função E não faz esta distinção.
Caso você precise fazer esta distinção, é possível usando função EXATO aninhada ao SE e E. Neste caso, a função EXATO irá comprar os dois textos e retornar o valor verdadeiro, se ambos forem exatamente iguais.
Para entender melhor, confira o exemplo onde possuímos os códigos de alguns produtos, valores e o estoque de cada um. Note que, os produtos possuem códigos iguais, diferenciando-se apenas pelos caracteres maiúsculos e minúsculos:

Função SE com E com diferenciação de maiúsculas de minúsculas, exemplo 1

No exemplo, queremos saber se o estoque do produto AA é maior que o estoque mínimo (10), caso atenda a este critério, o status será “OK”.

Função SE com E com diferenciação de maiúsculas de minúsculas, exemplo

Para obter o resultado, o primeiro passo é comparar se o valor da coluna A é igual ao do critério escolhido, no caso G1, em seguida se o valor da coluna estoque é maior ou igual ao estoque mínimo G2. Confira o resultado na imagem abaixo:

Exemplo 8: Função SE OU E no Excel

Como vimos nos exemplos anteriores, é possível usar as funções SE com E, aninhada com outras funções. E neste exemplo, vamos usar estas duas funções junto com a função OU.
Suponha que você precise destacar determinados produtos que tenham valores maiores que R$2000,00. Conforme exemplo:

Função SE OU E no Excel

No exemplo, queremos marcar com um “X”, os produtos que atendam aos seguintes critérios:

  • Ser o produto 1 ou o produto 2 (Sofá 2 lugares e Sofá em L)
  • Ter o valor maior ou igual a R$2000,00.

Sendo assim, use a função da seguinte forma:

Como usar Função SE OU E no Excel

Confira o resulto:

Baixe aqui a planilha com os exemplos apresentados neste tutorial.

Confira também as seguintes dicas de Excel:

E então, o que achou do tutorial sobre a função SE com E no Excel? Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário abaixo e continue acompanhando mais dicas de Excel em nosso site!